segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Pressentimento







Pressinto que meu coração
queira mais do que asas...
porque descubro em seus braços
emoções tão inesperadas!

Receio que o meu coração
já não seja só meu
porque só consegue sentir a vida
quando está ao lado seu ...

Não é difícil nem fácil
perceber todas as mudanças
que você fez em mim...

Mas é assustador
tentar controlar um amor
tão raro assim ... 

domingo, 3 de dezembro de 2017

A chuva perfuma



Resultado de imagem para chuva na janela

A chuva perfuma suavemente a noite
Com gotas nos jasmins e nas acácias
Entre o branco e o amarelo,
Sou eu que fico gotejando suas cores
Revivendo seu azul e a minha escuridão.

A chuva perfuma a noite cheia de estrelas
Não apaga o brilho, só traz uma nuvem fria.
Nesse momento, é  mais frio o meu desespero
Por desejá-lo em vão... porque ao sonhá-lo
Esqueço-me do mundo e do meu coração.

Enfim, a chuva leve perfuma meus segredos...
Pareço criança cultivando amorosas ilusões!
São tão  fortes meus sentimentos!
Alívio diante da janela e da  luz...
E faço das minhas lágrimas, um  brinquedo...







domingo, 28 de fevereiro de 2016

Sonho ainda azul

Se meu coração ainda sonha com seu olhar
Como posso apagar o sonho de te amar?
Não, amor, não fecha tão fácil a ferida...
O meu sentimento é uma ilusão partida.

Mas, se meu pensamento só recorda sua voz,
E se sua voz só me diz coisas lindas...
Como posso,  amor, acreditar em despedidas
se desejo ardentemente de novo  apenas nós?

Meu corpo ainda vive a lembrar e a desejar
Um mago em suas costas, um abraço de me possuir
Basta ver minha pele , enquanto sonho em  te beijar...

Tanto a dizer e temo,  tanto medo a me invadir
Não quero, não posso de você me separar
Por favor, não diga para eu realmente partir.



domingo, 25 de outubro de 2015

Banco Vazio




A solidão é banco vazio
 E você não foi embora,
Fica aqui no pensamento
 Entre soluços e ilusão...

Tanta coisa e nada explica:
Queria um beijo sem sofrer
Porque seu olhar ainda me toca
Nunca consigo esquecer...

Queria tanto outra verdade...
Tempo doído no coração.
Vento forte da saudade
Jogando sonhos pelo chão.

Murcha a flor dos sentimentos
O que espero, tanto se demora...
Que faço com esse momento?

Atormento minha triste alma!

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Inabalavelmente....

Vontade de fazer esse mundo parar
Fazer a cabeça parar de girar, de pensar...
não queria precisar de nenhum abraço
poderia simplesmente abandonar esse cansaço.

Mas, o que tenho de mais precioso, sente...
Pulsa em mim, inabalavelmente.
Concede-me a fé, a fome e a força.
Faz em mim muralha, pássaro, ostra.

Nada a fazer, senão seguir
É para sempre o não desistir
de me encontrar comigo mesma.

Porque embora eu queira virar a mesa
O mundo imenso e em mim, bem fundo,
já me mostra nova hora noutro segundo.

sábado, 3 de maio de 2014

coração complicado


Coração complicado ,
Sempre sem direção?
Por que vive tão magoado,
Se tem a fé como inspiração?

Posso sonhar-te um futuro
Posso trazer-te o passado
Mas nunca está bem no fundo
Tem sempre algo dilacerado...

Como se esperasse a luz,
Como se soubesse o fim...
Coração desesperado,

Fique quieto dentro de mim. 

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Impossibilidade



Tocaste a música do amor
Em tom diferente do que eu sabia cantar
E já amando meu preferido cantor,
Desistir de tudo estou sempre a recusar...

Teme meu coração ficar sem teu abrigo
Já  desespera a noite sem teu olhar
Enfraqueço se tua ausência cisma em ficar
A tênue dor será eterno castigo...

Calar o coração é tarefa tão perigosa...
Não ouso desejar agora tal momento
E embora me siga esse temor ciumento,
Tua boca vem sempre tão preciosa...

Calar o que o coração canta
Seria o mesmo que da vida desistir
Não é para mim o verbo resistir
Porque minha alma  em ti se planta...

Quais sementes então virão deste sentimento?
Por que  preciso quieta esperar tanto?
Olhaste profundamente o meu espanto
E agora  não queres meu envolvimento?

Perco-me em ti...Mas aí vivo também
E a cada hora, novos pensamentos
Encaixam sonhos que te prometo
Porque de nós tudo sabem...



sábado, 8 de fevereiro de 2014

Desatino


     Meu coração não controla o pensamento
    Fica seu sorriso a passear pelas lembranças
    Você faz meu desejo se tornar  tão ardente..
    Sem sossego, passo o dia sem esperanças...

    Posso inventar as palavras que eu queria ouvir
    Mas às vezes escuto da sua voz o que me faz sofrer
    Olho constrangida, aqui sozinha, querendo mais.
    Queria falar agora, mas há tanta coisa a envolver...

    Posso acreditar que o tempo passa rápido demais
    Mas quero  parar tudo e recordar teu corpo,
    Que de cena em cena, domina-me num assombro...
    Fico perdida, nem sei mais em que acreditar.

    Talvez a nova rotina me retire desse transe
    Porque em hipnose absoluta,  mal aceito a realidade
    Queria tua boca, teus beijos, que, na verdade

    Como alimento, tornam-se minha  estranha força...

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Para você, nesta tarde...

As recordações se amontoam no corpo.
Tornam-se pó vivo de emoções plenas,
Sopro divino  nessa tarde pequena
Anoitecendo com o tempo ruim.
A Vida poderia ser mais calma em mim...

Eu? Gostaria de ser mais lúcida,
Mais chão, menos jasmim e ilusão...
Eu não sei não morrer de amor,
Não sei da raiz, fico feito folha :
Sacudindo-me com o vento,
Fico atormentando o pensamento
Como se pudesse assim me resolver...

Como nuvem no céu, flor no jardim,
Sou pássaro comum por aqui...
E entre passos de pétalas, de mar e de dor
Sua voz ressoa como música querida
Filme antigo, sonho eterno  

A me trazer saudades inquietas...

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Pela pele




Pela pele, o meu pedido...
Ele anda perdido em sua perfeição...
 Momentos são  passos pequenos
para afugentar a escuridão...
E pensamentos pesam compridos
Perante a sensação...
Paixão ... esse ar palpitante...
que pôs,  em meus olhos,
pedrinhas de ilusão...
Lágrimas, então...
Mas persevera a lembrança!
É proposta sutil do coração:
Permaneça em minha boca!
Parta em mil pedaços essa solidão!
Vem fazer poema
Em minha pele...
Porque só vejo pétalas
em teus lábios,
provando meus sonhos...
Sorve a perdida alma!
Purifica essa confusão...
Desejo que pousem as suas palavras

neste peito tão sem direção...